<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d34117314\x26blogName\x3ddi%C3%A1rio+de+um+quiosque\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://diariodeumquiosque.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://diariodeumquiosque.blogspot.com/\x26vt\x3d5113954605552121106', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

diário de um quiosque

O Pacheco Pereira tornou-se uma espécie de Ardinario da política [caracteres extra para não me estragar o template do blog]

Dia 48

terça-feira, outubro 31, 2006

Hoje começo pelo saldo. Porque sim, porque está bonito e porque amanhã vai ser alvo de um ataque. Tão cedo não volta a estar acima dos 2.000€, até porque além do PEC e salários, esperam-se pagamentos extra para breve. Cartões, casa da sorte, seguro, até uma factura que me fiz esquecido vai entrar brevemente.
Concluindo, o post de hoje é dedicado ao boneco que agora apresento:

Image Hosted by ImageShack.us

Já que estamos numa de trocar tudo, antes de passar à caixa de 2ª feira, segue-se o tal gráfico dos semanários:

Image Hosted by ImageShack.us

16 de Setembro foi a data do lançamento do Sol e 28 de Outubro o dia do último DVD do Expresso.

Agora sim, a caixa:

Image Hosted by ImageShack.us

Mais um recorte de jornal, desta vez do Jornal de Negócios de hoje:

Acha que em países como Portugal há mercado para jornais com conteúdos pagos na internet?
Não é uma questão de tamanho de mercado, é sim uma questão de modelo. Quem quer continuar a vender jornais de papel não pode cobrar na internet o mesmo conteúdo que está no papel. Este modelo não faz sentido, nem vai funcionar no futuro. Temos que encontrar novos modelos de negócio que combinem diversas plataformas e para cada uma delas conteúdos diferentes.
(Ralph Buchi, presidente da Federação Europeia de Imprensa Económica)


O Diário de um Quiosque pode ter começado assim...

Há sensivelmente 2 anos, num curso de formação, fiquei a saber que um dos meus formandos, de nome João (esquece-me o apelido) era proprietário de um quiosque. Ao início não dei muita importância, mas no decorrer da acção fui tomando conhecimento dos meandros do negócio e o bichinho de me lançar para a ardinarice, que já julgava hibernado... mordeu-me!
Quando, pouco tempo depois, a oportunidade surgiu, entrei em contacto com ele. Forneceu-me toda e qualquer dica relacionada com o negócio, preparando-me para a aventura. Nunca tive a oportunidade de lhe agradecer, pois entretanto perdi o seu contacto e a visita ao seu quiosque vai-se adiando por falta de tempo. Está para breve. Nos próximos dias passo por lá.
Um abraço, João!

O que se está a fazer?

Recolhem-se caixas, de Abril a Outubro. Qual o melhor dia da semana? E o pior? As vendas descem à medida que o mês caminha para o final? Ainda não sei, mas espero responder em breve.
posted by ardinario, 10/31/2006 10:50:00 da tarde | link | 1 ardinarices |

Dias 46 e 47 - Cliente tipo

segunda-feira, outubro 30, 2006

O cliente mais usual do quiosque é super-rápido e costumo designá-lo por PPV - Pede, Paga e Vai embora. É assíduo, vem sempre à mesma hora e geralmente traz dinheiro trocado. É impossível impingir o que quer que seja a um PPV. Quando estamos a sacar um exemplar da 37ª colecção do 24 Horas , já o PPV se pôs a milhas. Se tem mais de um metro e oitenta, o PPV corre sérios riscos de cabecear violentamente a estrutura metálica do toldo. Faz de conta que não se passou nada, desaparece e volta no dia seguinte, pronto a repetir a dose.

Depois temos o cliente PPF – Pede, Paga e Fica. É o meu preferido, principalmente nas horas mortas da manhã. Não tem pressa, gosta de apreciar o que está exposto à sua volta e se não tem cuidado acaba por gastar mais do que aquilo que estava à espera. De facto, os PPF são um bom alvo para as que eu chamo de segundas escolhas. Não, não estou a falar do Mantorras, mas sim da possibilidade de ao cliente PPF ser sugerida uma determinada publicação suplementar que poderá ir de encontro às suas preferências. Enquanto comentam as últimas asneiras do governo, geralmente apanham com um “...por falar nisso, hoje saiu a Maxmen”. As 20 centímetros dos seus olhos, a foto da capa faz milagres. Se a coisa teve sucesso, convém não abusar em mais sugestões, ou corre-se o risco de o cliente se transformar num PPV.

Estes são os dois tipos de cliente principais. Depois temos os sub-clientes, em muito menor número mas com as suas particularidades muito especiais.

Há o cliente PF, dos Pedidos Difíceis. Invariavelmente do sexo feminino, coloca questões sobre revistas de ponto de cruz, de croché, arraoilosou bordados, certamente na esperança de ouvir uma pormenorizada descrição sobre o conteúdo da última edição da Para Ti, publicação referência das bancas. Um “não estou muito bem dentro desse tema” torna-se imperativo neste casos bicudos, e à cliente PF são abertas as portas da secção de revistas.

O cliente PEPedidos Estranhos – é raro, mas tem garantido um lugar de destaque nas Memórias do Quiosque. “Por acaso não tem calçadeiras?” ou “Vende milho para dar aos pombos?” ficarão para sempre marcados nos momentos mais hilariantes. Ouvir isto sem desmanchar uma gargalhada terá sido das mais árduas tarefas que ultrapassei no quiosque.

Finalmente há o CESCliente Espantalho do Sporting. Dizem que há pelo menos um em cada quiosque e eu confirmo. Aparece à 2ª feira, sempre que o fim-de-semana desportivo lhe corre de feição, e tem preferência pela hora de ponta, quando as probabilidades de dar de caras com benfiquistas são mais favoráveis. A 30 metros do quiosque já se ouve a cantoria “Ninguém pára o Benfica...”. Chegado ao local, pede os 3 desportivos, pergunta sarcasticamente pelos resultados e, no meio das bocas ao cabelo do Nuno Gomes ou aos mergulhos do Simão, consegue fazer dispersar qualquer Pede, Paga e Fica que se encontre por perto. Colecciona o Lucky Luke, o Michel Vaillant e há tempos saiu-se com esta: “Começa-me a guardar aquela colecção da Anita. Mas não digas a ninguém...” E eu não disse...
Um abraço, G.


E agora as coisas sérias...

Tal como me sugeriram, na 3ª feira passada "escondi" a TV 7 Dias do local de destaque habitual. As vendas foram ligeiramente inferiores ao normal, mas o facto de nos encontrarmos no final do mês poderá justificá-lo. Não houve aquele impulso do cliente retirar automaticamente a revista da pilha, mas não deixou de se vender por causa disso.
Sempre que surgir uma publicação que ache importante dar destaque à 3ª feira, vai roubar o lugar à TV 7 Dias. No entanto, pelo menos amanhã, vou continuar atento à menina.

Em relação ao referendo do desconto na entrega do futuro questionário, ganhou o "não". Concordo com os argumentos utilizados, pelo que haverá da minha parte uma sensibilização junto dos clientes no que diz respeito à entrega do questionário.

As caixas do fim-de-semana e o total da semana:

Image Hosted by ImageShack.us

O saldo:

Image Hosted by ImageShack.us

Amanhã é dia de PEC, salários, bónus,... Vem aí rombo nas contas!


Minuto 90 foi fatal para a venda dos desportivos

Um tal de Buba e um brasileiro de nome Bruno Moraes impediram que a venda de jornais desportivos no fim-de-semana se desenrolasse normalmente. Que a gracinha não se repita.

Vem aí gráfico!

Amanhã publico o gráfico referente aos rounds Expresso x Sol. Depois da era DVD, os confrontos a partir daqui serão mais justos.

Prémio Grandes Portugueses

Porque a paciência tem limites, está encontrado o vencedor da categoria Incompetência. A ver, amanhã ou depois.
posted by ardinario, 10/30/2006 10:35:00 da tarde | link | 15 ardinarices |

Dias 44 e 45 - O Sr.Vigário

sábado, outubro 28, 2006

O Sr.Vigário
Vou começar por um conto. Mais propriamente o conto do vigário.
Pois bem, o Sr.Vigário resolveu fazer-me uma visitinha na 5ª feira que passou. Bom dia para aqui, como está para ali, e dá-me cá 4 lotarias se faz favor. Assim fiz. Estende-me uma nota de 100 euros e passo-lhe o respectivo troco - 92 euros.

Image Hosted by ImageShack.us

Ao recolher as notas para o bolso da camisa, saca de mais umas e atira "olhe, afinal tinha mais pequeno... importa-se de me trocar isto por uma nota de 50?". Mostra-me duas notas de 20 e uma de 10 e acedo em fazer-lhe a vontade. Entrego-lhe a nota de 50 e, antes de ele me devolver as duas de 20 + uma de 10, junta-as à de 50 que tinha acabado de lhe entregar e remata "já agora, troque-me isto pela nota de 100...". Respondi: "com certeza, mas tem que me dar mais 50". O Sr.Vigário não pestanejou nem deu sinais de atrapalhação. Sacou de mais uma nota de 50, juntou-a à outra e às duas de 20 + uma de 10 e passou-mas, a troco da sua original nota de 100. E lá foi o Sr.Vigário e a sua nota. Qual terá sido a sua taxa de sucesso no resto do seu dia?

Concurso - Cartão de Visita

O quiosque vai ter um novo cartão de visita. Este blog assim o obriga. Assim sendo, convido-vos a enviarem as vossas sugestões. Do cartão terá de constar:

- o endereço http://diariodeumquiosque.blogspot.com
- o e-mail
- o nome do quiosque (p.e. "Quiosque do Beco 27 de Abril")
- a cidade (p.e. "Montemor-o-Novo")
- 3 números de telefone

Enviem as vossas sugestões para ardinario@APAGARISTOclix.pt
O vencedor terá acesso à morada correcta :) e a um prémio surpresa.
É um prémio surpresa porque nem eu sei o que é.

Jornais - Ranking

Image Hosted by ImageShack.us
Record esmerou-se, Publico quedou-se

As caixas de 5ª e 6ª...

Image Hosted by ImageShack.us

O saldo, já com o pagamento à Segurança Social:

Image Hosted by ImageShack.us

Uma nota final:

No Jornal de Negócios de 5ª feira, em entrevista a Robert Picard, professor e investigador de economia nos media:

"Acho difícil que o papel morra dentro de 20 anos. Mas os jornais serão diferentes, em vez de 50 páginas terão 20 ou 10, e os leitores serão diferentes e muito menos. No fundo, é regressar ao passado, antes do grande crescimento do Séc.XX."

"Os jornais pagos ou mudam a sua estratégia para atingir o segmento de leitores que preferem os gratuitos, ou actuam nos dois segmentos com produtos distintos."
posted by ardinario, 10/28/2006 03:40:00 da tarde | link | 6 ardinarices |

Time out

sexta-feira, outubro 27, 2006

Image Hosted by ImageShack.us
posted by ardinario, 10/27/2006 11:05:00 da tarde | link | 4 ardinarices |

Dia 43 - Grande portugueses, parte 2

quarta-feira, outubro 25, 2006

Image Hosted by ImageShack.us

A atribuição do prémio não causará grande surpresa. A concorrência era fraca. Medalhas do DN, tazos do Record, Noddys do 24 Horas, pinturas do JN ou copos do Jogo... Nenhum deles está à altura (e comprimento) do maior brinde que me chegou às mãos...

Image Hosted by ImageShack.us

O Comboio Eléctrico, do 24 Horas!
(peço desculpa pela fraca qualidade da foto; a “pequenita” resolveu testar a lei da gravidade com a máquina principal)

Não chega ao exagero das dimensões que referenciei há dias, mas acreditem: num quiosque de 6 metros quadrados atulhado de centenas de publicações, este comboio ganha uma nova dimensão!

Pool

Na pool realizada durante a semana passada, os utentes deste espaço elegeram o Record e o Sporting como jornal desportivo e clube favoritos:

Image Hosted by ImageShack.us

Distribuído fica assim:

Image Hosted by ImageShack.us

Obrigado pela colaboração!

As caixas de 2ª, 3ª e 4ª feira:

Image Hosted by ImageShack.us

O saldo vai bem lançado, apesar de ainda não ter colocado, por esquecimento, o pagamento à Segurança Social. E no final do mês vem o PEC...


Image Hosted by ImageShack.us

Duas notas para amanhã...

- No Publico, vai haver mais tempo de antena do Diário de um Quiosque.
- Não vai haver postas por aqui. Vou estar por esta(s) banda(s).
(a decisão não foi fácil, porque havia concorrência ao evento)

Entretanto, não deixem de responder à pergunta de ontem.
posted by ardinario, 10/25/2006 11:25:00 da tarde | link | 9 ardinarices |

Dia 42 - A secretária

terça-feira, outubro 24, 2006

Nem só os grandes gestores têm uma secretária ao seu dispor. O Ardinário fez questão de ir buscar uma ao mercado. Não é loura nem esbelta. É metálica, robusta e tem 4 pernas.
(Na verdade, a robustez é apenas falsa aparência. Aquilo corre sérios riscos de cair a qualquer momento!)

Apresento-vos a Secretária de Estado do Quiosque!

Image Hosted by ImageShack.us

Como se pode verificar, o Estado é calamitoso! Da secretária, entenda-se... O Olegário é especialista na arte de bem a arrumar. Não lhe vale de muito. Esquece-se que eu tirei uma pós-graduação em Criação de Espaços Caóticos. Nota 20.

Foi um Domingo tenebroso, de chuva e vento intensos. O pensamento que me atingiu, ao chegar ao quiosque, foi de que iria ser a pior caixa do ano. Puro engano. O povo saiu à rua, corajoso, enfrentando as condições adversas e disposto a contrariar a minha previsão.

Image Hosted by ImageShack.us

Em relação à semana anterior, descréscimo de 34,36€.

O saldo...

Image Hosted by ImageShack.us

As vendas de newsmagazines - semana 5:

Image Hosted by ImageShack.us
a verde estão as diferenças em relação à semana anterior


Já tinha sido noticiado no Diário de Notícias, e vem hoje no Publico:

Jornais portugueses do século XX em dicionário
24.10.2006
Chama-se Jornais Diários Portugueses do Século XX - Um Dicionário, e pretende ser a primeira base de dados, em forma de livro, dos títulos da imprensa que fizeram as notícias do dia ao longo do século passado em Portugal. O autor, Mário Matos e Lemos, licenciado em História e jornalista entre 1972 e 1998, recolheu toda a informação sobre os títulos existentes entre 1 de Janeiro de 1900 e 31 de Dezembro de 2000. O trabalho, feito no âmbito do projecto História do Jornalismo em Portugal no Século XX, realizado pela Universidade de Coimbra, com coordenação da investigadora Isabel Nobre Vargues, pretende enquadrar o aparecimento dos títulos, e a morte de muitos deles, nos diferentes contextos políticos, com quadros, gráficos e índices que ajudam a fazer uma viagem rigorosa pela história da imprensa do século XX.


Diálogo do dia
- Que revistas sairam hoje?
- TV Guia, Vip,...
...
- Não sei, estou indecisa... queria uma revista para ler no trabalho...
- (!!!!!!!!!!!!!!!!)

E agora atenção!
Como já tinha publicado há uns dias, um dos grandes desafios/projectos do quiosque vai ser a elaboração de um questionário a entregar aos clientes com vista a apurar, entre outras coisas, os hábitos e tendências de leitura, tanto de jornais como de revistas. Na altura devida as questões a colocar serão aqui discutidas. A minha preocupação neste momento é a possível baixa taxa de retorno desses questionários, impedindo assim uma correcta análise aos mesmos. A pergunta que coloco é:
Será sensato oferecer uma espécie de cupão de desconto (por exemplo: 10% na compra de uma ou mais revistas, tendo em conta que o meu lucro é de 20%) aos clientes que responderem ao questionário?
posted by ardinario, 10/24/2006 10:00:00 da tarde | link | 8 ardinarices |

Nominee

segunda-feira, outubro 23, 2006

THE BOBs

Diário de um Quiosque foi nomeado para os The BOBs (Best of the Blogs, International Weblog Awards 2006), para o prémio Blogwurst (não confundir com Blogworst) - Esquisito, excêntrico, provocativo. Aqui serão premiados blogs que nos divirtam, perturbem ou que simplesmente tratem de um tema incomum. Para caber nesta categoria, é preciso ter algo de realmente "diferente".

Prémios do público e votação
Os usuários terão tempo de 23/10 até 11/11/2006 para avaliar os weblogs nomeados e escolher seus favoritos através de votação online.

Os nomeados são estes e a votação pode ser feita aqui.

Sem querer ser tendencioso, ou querer influenciar a vossa escolha, há lá um que me chamou a atenção. Começa por um “d”, acaba num “e” e, sem que nada o fizesse prever, no meio tem algo como “iário de um quiosqu

Os prémios do Júri
O Júri Internacional concederá o prémio do Júri em cada uma das categorias do concurso. O Júri se reunirá em Berlim para escolher os vencedores.

Sr. Júri,
Sem querer influenciar a sua escolha, há lá um que me chamou a atenção... Você estaria interessado em trabalhar na Câmara Municipal de Gondomar? Tenho lá um amigo que...
Abraços e cumprimentos lá em casa
posted by ardinario, 10/23/2006 11:37:00 da tarde | link | 10 ardinarices |

Dia 41 - Grandes portugueses

Image Hosted by ImageShack.us

Apesar da recente concorrência do Sol, o Expresso continua a ser, de longe, o maior jornal semanário português. Há quem diga que 1 exemplar seria suficiente para forrar as paredes de uma moradia de 220 metros quadrados. Parece-me exagerado. Mais arrojada foi a experiência do indivíduo que se propôs fazer o percurso quiosque-casa sem sujar as solas dos sapatos, utilizando para isso os suplementos que não iria ler. Para ele vai o prémio de 1500 metros Expresso.
Não é meu propósito fazer um julgamento da utilidade de certos suplementos do Expresso, mas já é da minha competência assegurar que todos eles cheguem arrumadinhos ao cliente, devidamente "ensacados" e encaixados dentro do caderno principal. Este processo, repetido dezenas de vezes, uma vez por semana, pode ser mais ou menos demorado conforme a Escala de Ardina atribuida à composição do jornal. Um Expresso de grau 1 na Escala de Ardina é o mais rápido de todos, embora seja uma raridade. Caderno Principal, Economia, Actual, Emprego, Espaços e Casas e Única. Em 10 minutos, despacham-se meia centena de exemplares, a uma média de 10 segundos por saco. Já o Expresso de grau 5 na Escala de Ardina é o mais perigoso deles todos. Além dos já citados, há a acrescentar o Jornal do Golfe, um suplemento de Moda, outro de Informática, um peso-pluma de Saúde, um especial de Educação e um mega-ranking das maiores empresas, sem falar de um eventual brinde, seja dos Lusíadas, da Bíblia ou do Atlas Universal. O processo é lento e arrasta-se por tempo indeterminado. Pelo meio esquece-se sempre de pescar um ou outro suplemento. Quanto muito faz-se uma marca de 13,8 segundos dos 0 aos 10 cadernos, mas só lá para a 46ª volta, quando a coisa já está automatizada. Até lá, testam-se técnicas de aumento de produtividade. Há quem defenda que se deve começar pelo Actual para acabar na Única, enquanto outros garantem que a sequência Emprego-Saúde-Golfe é a mais eficaz de todas. Tanto na Escala de Ardina como na vida real.

Como seria de esperar, o Expresso venceu a batalha contra o Sol deste Sábado: 75-24 foi o resultado. Os números parecem agora estabilizar, tendo em conta o factor DVD. O número de clientes que compra ambos os semanários situa-se agora nos 4 ou 5. Outra facto que se confirma é a angariação por parte do Sol de "novos clientes semanários". Embora haja algumas promessas, ainda não chegou o cliente que tenha desistido do Expresso a favor do Sol (facto a rever no final dos brindes).
Entretanto, mais uma nota negativa para a Asco: dos 90 DVDs que supostamente chegariam ao quiosque, faltaram 15... o que impediu a venda de pelo menos 5 exemplares. Tendo em conta que os DVDs desta semana chegaram em caixotes de 15, é fácil concluir que alguém, empregado de uma certa e determinada distribuidora, terá ganho algum com a venda ilegal de 15 DVDs.

Caixa de Sábado, inferior à da semana passada:

Image Hosted by ImageShack.us


O saldo, com uma boa recuperação...

Image Hosted by ImageShack.us

... e uma mudança curiosa:

Agora que terminou a febre de Setembro do lançamento de colecções, deu-se um jeito na exposição de revistas no exterior. Na secção Economia decidi dar uma oportunidade a um elemento que, apesar de ter estado perto da dispensa na época passada, constantemente arredado dos titulares, apareceu em grande. Trata-se do Boletim do Contribuinte (3,70€) que esgotou na semana em que esteve exposto em destaque.

Quem vai estar afastada dos titulares, amanhã, é a TV 7 Dias, fruto da experiência da semana anterior.

Na próxima 5ª feira sai a edição de Novembro da Revista Atlântico. Na capa, um título salta à vista: "Simplesmente Maria, segredos e receitas da revista cor-de-rosa que dá milhões". Aguardo ansiosamente...
posted by ardinario, 10/23/2006 02:47:00 da tarde | link | 8 ardinarices |

Sábado, 21 de Outubro, no Publico...

sábado, outubro 21, 2006

...além do Inimigo Publico...

Image Hosted by ImageShack.us
Link
posted by ardinario, 10/21/2006 11:10:00 da tarde | link | 12 ardinarices |

Dias 39 e 40 - Um calhamaço debaixo do braço

Sexta-feira, 7 e 58 da manhã.
Por mais que eu tente e por muito que o despertador se esforce, não consigo fazer cumprir a última promessa da noite anterior. É fatal. Como diz o r.f., "eu tenho duas certezas na vida: uma é que vou morrer, outra é que nunca vou chegar ao tasco 15 minutos antes da abertura oficial".
Estaciono o carro, esfrego um olho, esfrego o outro, e à minha esquerda, em cima da banca, está uma pilha de volumes e caixotes que me faz saltar do assento. O que é isto?? É o comboio do 24 Horas...
(De longe, o maior brinde de todos os tempos. Ultrapassa seguramente uma folha A2! Obviamente, durante o dia, debaixo de uma chuva intensa, só os mais corajosos, desinibidos e ávidos por brindes se renderam ao calhamaço debaixo do braço.)
Passo pelos volumes como se não fosse nada comigo. Abro a porta, largo a pasta, peço 50 cêntimos à caixa, fecho a porta e abalo para o café.
Sexta-feira, 8 e 5 da manhã.
Entro no quiosque e penso "se tivesse cumprido a promessa, a esta hora já tinha passado pelo pior"
Às 8 e 20 da manhã estão seguramente dentro do quiosque o equivalente a 12 eucaliptos.

Caixas de 5ª e 6ª feira:

Image Hosted by ImageShack.us

Primeira sexta-feira em que se chega com saldo positivo. Até 3ª feira não se passam cheques, pelo que vai ser sempre a somar.

Image Hosted by ImageShack.us

E a prometida comparação Setembro 2005 /Setembro 2006:

Image Hosted by ImageShack.us

- Incrivel semelhança referente à venda de jornais de um ano para o outro!
- Descréscimo na venda de revistas.
- Aumento significativo no tabaco. Embora haja muita gente a mudar para o tabaco mais barato, o aumento dos preços terá feito aqui a diferença.
- A aposta nos cartões telefónicos/credifones também ajudou a uma melhor perfomance em Set./2006

Ainda não verifiquei, mas desconfio que Outubro vai também ser melhor que o ano passado...
posted by ardinario, 10/21/2006 10:12:00 da tarde | link | 0 ardinarices |

Oops!

sexta-feira, outubro 20, 2006

Dificuldades técnicas durante a tarde aliadas a dificuldades físicas durante a noite impedem a publicação da posta diária.
posted by ardinario, 10/20/2006 11:13:00 da tarde | link | 1 ardinarices |

Dia 38 - Guerra nos media

quinta-feira, outubro 19, 2006

- Sol x Expresso

De acordo com um estudo realizado durante três semanas pela Marktest junto de leitores do Expresso e do Sol, o semanário da Impresa Jornais obteve um grau de preferência de 63% na intenção futura de compra, no caso de terem de optar apenas por um destes jornais. Segundo o mesmo estudo, a preferência pelo Sol gerou 20% de respostas positivas, sobrando 17% de indecisos.Entre os dados trabalhados pela Marktest é possível constatar ainda que "em cada 100 entrevistados 62 declaram-se leitores regulares apenas do Expresso", contra "14 apenas do Sol e 24 dos dois em simultâneo".
Retirado de http://www.meiosepublicidade.pt

Entretanto...

Image Hosted by ImageShack.us

Afinal em que ficamos?

- Sábado x Visão

Continua a troca de galhardetes entre Sábado e Visão no que diz respeito ao número de leitores e assinantes de ambas as revistas. Em resposta aos números apresentados pela Visão a semana passada, a Sábado respondeu com mais números na edição de hoje.

- Jornais gratuitos

Depois de no dia de ontem o jornal Metro ter iniciado a sua distribuição em Braga e Coimbra, hoje é a vez do Destak chegar aos leitores destas cidades, com uma tiragem entre 20 a 30 mil exemplares (numa proporção de 50% para cada cidade). “A expansão para outras cidades é um passo natural em função do sucesso que temos tido. A proximidade do lançamento dos dois jornais acaba por ser uma coincidência”, afirmou ao M&P António Zilhão, administrador do Destak.
Retirado de http://www.meiosepublicidade.pt

A caixa de 4ª feira:

Image Hosted by ImageShack.us

Um cliente veio recolher uma dúzia de fascículos atrasados, daí os 41,6% de lucro das revistas 21%.

O saldo...

Image Hosted by ImageShack.us

Para amanhã fica a comparação Setembro 2005 / Setembro 2006.

posted by ardinario, 10/19/2006 05:57:00 da tarde | link | 4 ardinarices |

Dia 37 - A chuva, a chuva...

quarta-feira, outubro 18, 2006

Image Hosted by ImageShack.us

Por mais que se tente, há dias em que a bola não entra. Não, não estou a falar do Sporting. Refiro-me a essa miserável caixa aí em cima. Usando a mesma desculpa que muitos treinadores de futebol: "Choveu imenso, o relvado estava muito empapado, o que prejudicou imenso a nossa equipa. Assim, a prática do nosso jogo mais tecnicista torna-se impossível e daí o resultado de hoje. Há que continuar a trabalhar como temos feito até aqui e esperar por melhores dias".
É isto mesmo. A chuva prejudica o negócio e não há nada a fazer. Apetece regressar ao tempo dos ardinas. Meter uma dúzia de jornais no saco, sair lá para fora e gritar: "EXTRAORDINÁRIO! EXTRAORDINÁRIO! O PORTO VOLTA A GANHAR UM JOGO NA LIGA DOS CAMPEÕES!". Faz parte do jogo. E quando a chuva se aliar ao frio e ao vento, a coisa vai piorar. Como se costuma dizer por aqui, trabalha-se no Inverno para ganhar no Verão. Mesmo assim, em relação ao ano passado, as caixas estão mais fortes.

Saldo...

Image Hosted by ImageShack.us

- Novamente a TV 7 Dias

Esta semana estive atento e não contabilizei uma única venda da TV 7 Dias por impulso. A revista foi colocada no sítio do costume. É certo que as vendas não foram tantas como habitual, mas não me recordo de alguém ter comprado a revista pelo simples facto de estar exposta em local previligiado. Por isso, para a semana o local de destaque vai ser dado a outra publicação, como alguém sugeriu aqui. Mesmo assim vai ser difícil avaliar o impacto desta mudança, pois as vendas não dependem apenas da localização dos produtos. Mas se esgotar, e como já estamos a caminhar para o final do mês (quando há menos apetência para as compras), talvez se tirem algumas conclusões.

- Ranking dos jornais (6/10 a 13/10)

Depois das primeiras 4 semanas, a contagem volta ao início, para se poder comparar mês a mês a evolução das vendas. Mais uns tempos e já fará sentido colocar uns gráficos de semana a semana. Na caixa que se segue, tenho em conta a média diária das 4 semanas anteriores (MMA).

Image Hosted by ImageShack.us
posted by ardinario, 10/18/2006 10:38:00 da tarde | link | 0 ardinarices |

Dia 36 - Woo parte 2

terça-feira, outubro 17, 2006

Um visitante deste blog, woo, tem dado uma ajuda preciosa, quer na análise dos dados que vou publicando, quer nas sugestões que vai deixando. Aqui fica mais uma contribuição, com os respectivos comentários:

Antes de mais, Sr Ardinário, deixe-me avisá-lo que não sou especialista de Marketing, pelo que as opiniões que aqui coloco são apenas constatações numéricas (com base nas informações que disponibiliza) e “experiências”. Não lhes dê portanto a importância que deve dar a um expert (cada macaco no seu galho).
Relativamente à questão que colocou acerca da TV 7 dias, cá vai o que eu acho.
Logo num dos primeiros comentários, afirmei que os seus clientes eram predominantemente masculinos, aspecto este que pelos vistos se comprova.
Também coloquei uma série de questões para as quais, as respostas só seriam possíveis com a análise de dados estatísticos.
Pois bem, antes de mais, gostaria que me confirmasse alguns aspectos relativamente aos gráficos que tem apresentado de vendas por sexo.


a) Os valores apresentados em Y são o número de vendas por sexo?

Sim, número de vendas por sexo.

b) Se um cliente comprar 2 produtos, o que acontece?
c) São vendas apenas por visita independentemente do número de produtos e montante adquiridos?
Contou como uma única venda.

d) São contabilizadas as visitas em que não se efectua uma venda? Se não, costuma guardar essa informação?
Não são contabilizadas, nem guardo essa informação. Mas se noto que vários clientes tentam sem sucesso comprar algo que não tenho, procuro responder a essa necessidade. Um exemplo recente aconteceu com a plastificação de documentos. Vou verificar se valerá a pena investir nisso.

Para responder à sua questão relativa à colocação ou não em evidência da TV7, acho que necessita de mais dias de dados relativamente ao sexo dos seus clientes, para além de tentar saber a que horas vende mais TV7 .
Concordo. Em princípio, no início de Novembro irei fazer nova recolha de dados, mas desta vez muito mais minuciosa: quem? a que horas? o quê? quanto? Prepara-te Olegário ;)

Não sei de que forma tem o seu quiosque informatizado, mas sabendo que a TV7 “vai” para as mulheres, sabendo a que horas as mulheres visitam o quiosque e sabendo a que horas e dias vende mais TV7, pode tentar combater a falta de espaço com campanhas mais localizadas por exemplo.
Se o pico das vendas dessa revista (que tem colocado sistematicamente em destaque) ocorre entre as 13 e as 14 de 3 e 4 feira, poderá optar por colocar a revista em destaque das 12h até às 15h desses dias, substituindo por outra durante os outros períodos.
Boa bola!
Depois da recolha de Novembro já se podem confirmar esses picos.

Esta é a real importância dos dados e por isso lhe coloquei as questões quando criou o Blogue. Se conhecer os seus clientes e os seus hábitos, através de uma estatística relativamente simples, pode “ampliar” o seu quiosque rodando os destaqques das revistas e dos jornais, colocando-os à frente do que os clientes procuram em cada dia, a cada hora.
Quando colocou o “esquiço” da apresentação dos artigos, pareceu-me que estaria a procurar uma solução demasiado rígida.
Acho que de facto deverá ter algum critério na organização dos temas. Assim deverá ser, mas para cada uma das zonas, poderá sempre ir realizando destaques de acordo com os clientes que a cada momento o procuram, ou que passam por ali.

Esta rotação só é possível de efectuar na zona onde surgem os clientes. Para já, apenas coloquei o esquiço de uma das laterais. Brevemente coloco a zona principal.

Se da parte da manhã tem essencialmente homens, porquê dar grande ênfase às revistas femininas? Se à tarde, de acordo cm o que diz tem clientes que procuram tabaco, porque não destacar o tabaco ou outros acessórios numa ou outra zona privilegiada do seu quiosque a partir das 17 horas?
Não me parece que seja viável ou rentável estar a previligiar tabaco em detrimento de jornais ou revistas, produtos com um lucro bem superior.

Penso que dá para ter uma ideia da minha ideia.
Dividir o quiosque por temas, guardar as zonas de destaque para cada tema, manter a estrutura e alterar diariamente os destaques consoante o perfil do cliente alvo.
Feito e percebendo isto, poderá depois “forçar” a venda de um determinado produto, ou seja, colocá-lo em destaque às horas a que tipicamente não vende esse produto, mas que sabe que os clientes potenciais o visitam.
Dará trabalho alterar o Layout do quiosque durante o dia, recolocando (sejam) 10 pontos de destaque, mas aumentará com isso, a área do seu quiosque.

Para quem não é do ramo e está longe do "local do crime", é uma excelente análise, com óptimas dicas! Os meus agradecimentos.

A caixa de 2ª feira, algo "enganadora" devido ao tabaco:

Image Hosted by ImageShack.us

Em resumo...

Image Hosted by ImageShack.us

As rosas do final do mês de Setembro (sim, eu sei, estou atrasado...)

Image Hosted by ImageShack.us

... com um decréscimo significativo nas vendas.

E as newsmagazines do mesmo período...

Image Hosted by ImageShack.us
posted by ardinario, 10/17/2006 10:13:00 da tarde | link | 1 ardinarices |

Jornais - links aqui e acolá

Image Hosted by ImageShack.us
Retirado aqui, através daqui.

Será que vai demorar, ou ainda vamos esperar muito para poder ter um papel verdadeiramente activo nos jornais?

Ainda daqui podemos chegar a 10 dicas para vender mais jornais. A jornalista Paula Brito, na edição de hoje do DN, terá confundido essas dicas com 9 ideias/regras para jornais.
posted by ardinario, 10/17/2006 02:41:00 da tarde | link | 6 ardinarices |

Dia 35 - Playboy ou Penthouse?

segunda-feira, outubro 16, 2006

Nem uma nem outra. O vencedor do mês é o Jornal Clube Privado!

Image Hosted by ImageShack.us
Hmmm... o que se pode dizer sobre esta publicação de referência?
Basicamente, tem uma capa invariavelmente apelativa e aborda o tema sem complexos de qualquer espécie. O nome sugere a existência de um clube cujos sócios eventualmente terão um desconto sobre o jornal. Desminto categoricamente. Pelo menos, até hoje ainda ninguém me apresentou o respectivo cartão.
A compra de jornais pornográficos implica quase sempre um ritual entre comprador e vendedor. Se sugiro um saco para transportar o jornal - não vá uma repentina tempestade borrar a pintura - o cliente recusa, mostrando-se destemido a enfrentar o resto da povo com o jornal em punho. Se não coloco o jornal antecipadamente no saco, o cliente exige-o. Mas mesmo aqui há variantes. Não vá o proprietário do estabelecimento descuidar-se no stock de sacos de plástico ou apresentar um transparente, o cliente mais experiente não deixa de comprar também um desportivo, que serve na perfeição para esconderijo para a sua aquisição principal. ( Embora nunca tenha presenciado, também poderá acontecer o inverso: o cliente, fanático do Benfica, que compra a Bola depois de uma derrota vergonhosa e utiliza o Jornal do Sexo como esconderijo). Os mais novos é que não estão com meias medidas e usam o Expresso como escudo protector, ficando a "brincadeira" por 5,70€.
Além de jornais e revistas, os filmes pornográficos são um produto com bastante saída. Aqui, o ritual descrito em cima repete-se, com novas diálogos à mistura. Desconheço qual a percentagem, mas grande parte do cliente DVD faz questão de frisar que "o filme é para o primo que está em França" ou que "faz parte de uma brincadeira para o colega da fábrica". Concordo imediatamente, como se fosse possível haver uma outra explicação plausível para a compra do dito DVD.

A caixa de Domingo...

Image Hosted by ImageShack.us

... com o respectivo fluxo...

Image Hosted by ImageShack.us

...que finalizou a semana 4...

Image Hosted by ImageShack.us

... com um lucro de +19,35€ em relação à semana passada. Para Outubro não está mal.

Saldo:

Image Hosted by ImageShack.us
posted by ardinario, 10/16/2006 11:03:00 da tarde | link | 2 ardinarices |

Pool

domingo, outubro 15, 2006

Resultados:

Image Hosted by ImageShack.us

Dos que se interessam só pelo papel, 75% preferem o Expresso e 25% vai pelo Sol. Será que vai ser assim a partir de Novembro, ou o Expresso ainda tem mais na manga?

Nova pool do lado direito.
Desculpem-me os adeptos do Braga, da Académica, do Paços de Ferreira,...
posted by ardinario, 10/15/2006 11:03:00 da tarde | link | 4 ardinarices |

Dias 33 e 34 - O Nobel da Paz

A Academia atribuiu o Prémio Nobel da Paz a Muhammad Yunus.
O banco de Yunus, o Grameen, empresta dinheiro a pessoas completamente na miséria. Estas pessoas não têm garantias bancárias. Têm apenas o seu nome, a sua honra pessoal e moral. E parece que essa é uma garantia notável: o banco tem uma taxa de retorno notável: 98.5%.
Retirado daqui.

O quiosque do Ardinário tem a preocupação de reservar e guardar os fascículos das colecções que os seus clientes se comprometeram a adquirir. Estes clientes não têm nenhum contrato assinado com o quiosque. Têm apenas o seu nome e o seu contacto apontados numa folha de papel, e a sua honra pessoal e moral gravados na sua consciência. E parece que essa garantia não é suficiente: 20% dos fascículos reservados não são levantados pelos clientes que os reservaram.

Este tipo de situação não é fácil de gerir. Parto do princípio que todos os clientes são honestos, até prova irrefutável em contrário. Se me diziam "venho buscar os fascículos na próxima semana", restava-me acreditar na palavra e, mesmo ultrapassado o prazo de devolução, decidia guardar a colecção. O medo de perder o cliente, no caso de optar por devolver o produto dentro do prazo, levava-me a guardá-lo e esperar que a pessoa viesse buscá-lo. Foi um erro. Os clientes, mesmo depois de garantirem que viriam levantar os fascículos, acabavam por não mais aparecer, nem dar qualquer justificação para a desistência. Estes fascículos são caros, e o prejuízo foi grande.
Passámos então a pedir o contacto telefónico dos coleccionadores. Mesmo assim não foi solução: alguns números falsos impediam o contacto.
Chegou-se ao extremo em que um cliente (empregado de uma loja vizinha), após sucessivas promessas de levantamento da colecção, chegou à brilhante conclusão que há muito tempo nos tinha comunicado a decisão de desistir da colecção. No mínimo, lamentável.
Como não tenho esperanças em ser nomeado Nobel da Paz, a solução para este problema passa agora pela devolução das publicações na data limite. Sem excepções.

A caixa de Sábado foi excelente, quase chegando aos 1.000€. A de 6ª feira foi normal:

Image Hosted by ImageShack.us

A surpresa ficou reservada para a manhã de Sábado quando, ao contrário dos 35 exemplares do Sol que tinha pedido, verifico que apenas me tinham chegado... 5!!! Uma enorme falha da Chupista, a culminar uma semana em que a Asco confirmou a sua incompetência: ao contrário dos 9 exemplares do Courrier Internacional da guia de remessa de 6ª feira, apenas me chegaram 5, insuficientes para as reservas desta publicação semanal. Entre outras, como a inexplicável redução na quota de Records que me fez perder algumas vendas e a habitual falta de 2 exemplares do Jogo.
Quanto ao Sol, fui obrigado a ir comprar 20 à concorrência. Com o acordo entre alguns quiosques, "compramos" uns aos outros com 10% de desconto, para colmatar estas falhas.

Resultado de Sábado: Expresso-71 Sol-21, contra os 81-28 da semana passada.

Saldo:

Image Hosted by ImageShack.us

O fluxo de Sábado deu um gráfico interessante:

Image Hosted by ImageShack.us

- Super pico entre as 11 e as 12 horas, naquela que é de longe a hora mais movimentada da semana.
- Super pique a partir das 13, hora a que fecha o comércio.

Entretanto, prepara-se com uma ténue esperança de sucesso a candidatura a mediador dos Jogos da Santa Casa, cujo prazo termina a 31 de Outubro de 2006. As probabilidades de me tornar mediador devem rondar os 5%...
posted by ardinario, 10/15/2006 04:49:00 da tarde | link | 3 ardinarices |

Dia 32 - Macho ou fêmea?

sexta-feira, outubro 13, 2006

Image Hosted by ImageShack.us

Ainda me falta escrever um livro e plantar uma árvore. Cumprida que estão a missão da descendência, já posso riscar a tarefa "escrever cu no Record" :)
Confesso que quando escrevia o texto acima, hesitei entre "rabo", "traseiro" e "cu". Cu pareceu-me mais apropriado ao contexto. Um jovem, na escola, agita impacientemente o rabo na cadeira. No baile de gala, observa e comenta traseiros. Mas em casa, ao computador, um jovem, de facto, não desgruda o cu da cadeira.

Palermices à parte, tivémos uma quinta-feirazita.

Image Hosted by ImageShack.us

A Asco fez o favor de me reduzir a quota da Visão para 13. Com uma capa casa piana, a revista rapidamente esgotou. Aquele abraço amigo, Asco! Está cada vez mais próximo um longo post em memória à vossa brilhante forma de "trabalhar".

Saldo...

Image Hosted by ImageShack.us

Para amanhã, Sábado, 90 Expressos e 35 Sol. Depois da performance da semana passada, prevê-se uma vitória dos primeiros por uma margem ainda maior.

Os dados estão tirados sobre a hora de ponta de 2ª a 6ª, divididas em mulheres e homens:

Image Hosted by ImageShack.us

- O período de mais movimento é entre as 10 e as 11 da manhã, com um pouco significativo avanço sobre o período entre as 9 e as 10.
- Até às 11 é sempre a subir, para depois descrescer, sempre, até às 17 horas, onde a partir daí até ao fecho se nota um ligeiro acréscimo no movimento, provavelmente devido a compras de cigarros de última hora.
- Os homens (6 em 10) consomem mais que as mulheres (4 em 10). Os jornais desportivos poderão ser determinantes para esta diferença. Vendem-se em média pouco mais de 50 desportivos por dia, o que dá 250 no total dos dias de semana. Aqui poderá estar explicada a diferença de 300 compras entre homens e mulheres, e que levará à pergunta que espero conseguir responder nos próximos tempos: quem dá mais lucro, homens ou mulheres?
- Como seria de esperar, o período da manhã é bem mais movimentado. Devido essencialmente aos homens, porque as mulheres dividem o seu tempo no quiosque entre a manhã e a tarde.
- O movimento entre as 8 e as 9 e entre as 13 e 14 é precisamente o mesmo.
- As mulheres acordam assim tão tarde??
- ...

Espero brevemente colar no gráfico acima um outro referente ao valor das vendas efectuadas em cada período, que dará uma indicação de quais são as horas mais lucrativas.
posted by ardinario, 10/13/2006 09:57:00 da tarde | link | 4 ardinarices |