<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d34117314\x26blogName\x3ddi%C3%A1rio+de+um+quiosque\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://diariodeumquiosque.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://diariodeumquiosque.blogspot.com/\x26vt\x3d5113954605552121106', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

diário de um quiosque

O Pacheco Pereira tornou-se uma espécie de Ardinario da política [caracteres extra para não me estragar o template do blog]

Estrelas no quiosque

segunda-feira, julho 02, 2007

Conheço um gajo que evita passar por baixo de uma escada. Meio a brincar, meio a sério, diz ele que é para eliminar as probabilidades de ser atropelado por um camião. Não é o único. Outros há que fogem a 7 pés quando avistam um gato preto, assegurando desta forma que as escadas que o outro evitou não lhe caiam em cima. Pedrito de Portugal, por seu lado, é adepto de outra técnica. Há uns bons anos atrás, momentos antes de entrar para a arena, não hesitou em afirmar: “Não sou supersticioso porque isso dá azar”. Ou seja, para afastar o touro de uma investida atrevida ao buraco mais próximo, Pedrito de Portugal evita entrar nessa escapadela fácil da superstição. Na, nem pensar! Isso dá azar!

Foi com certeza a pensar em pessoal deste gabarito que alguém um belo dia decidiu colocar no mercado publicações especializadas nessas coisas da sorte e do azar. Há quem lhe chame astrologia. Para mim, não é mais do que estar no sítio certo à hora errada, ou vice-versa, ou nem uma nem outra.

Para quem não sabe, no quiosque é possível encontrar 3 verdadeiros best-sellers da superstição. A Boa Estrela, a 1 Euro e 30, o Guia Astral a 99 cêntimos, e a Boa Sorte, o ex-libris da superstição barata, a 95 cêntimos o exemplar.

Antes de avançar, convém responder à pergunta: “Isso vende???”. Eu respondo. “Vende. E bem!!”.

Resolvi então analisar à lupa cada uma dessas 3 publicações. Acredite, caro leitor, há ali matéria para ano e meio de blog!

A Boa Sorte e o Guia Astral são muito semelhantes. O Guia Astral é uma espécie de Maria da astrologia e a Boa Sorte é mais técnica e aborda artigos de fundo, como por exemplo os benefícios e as indicações do Chá Verde.

O João Bidu escreve para as duas. E quem é o João Bidu? O João Bidu é um sujeito que escreve de dia sobre as estrelas que observa à noite. ( o contrário também é capaz de ser verdade). Para além disso, esclarece leitoras confusas, como a Gilda:

Sou de Peixes e estou casada com um ariano, com quem tenho um filho. Mas tenho um caso com um canceriano e ele me quer que eu me separe do meu marido. Estou muito confusa. Bidu, por favor, me dê uma ideia”,
Gilda

E o Bidu lança a ideia “...Peixes com Áries é aquele inferno astral que digo sempre...”

As previsões do dia-a-dia para cada signo são um must. Os Leões devem evitar ir às compras no dia 18, quarta-feira. Os Caranguejos, ao dia 24, já podem abusar da intuição para os negócios, e os Peixes devem evitar excessos na bebida. Adiante.

Umas páginas à frente e quem aparece? O nosso amigo João Bidu novamente, mas desta vez a sugerir rituais poderosos para mudar a sua vida. Quer ter sucesso no trabalho? Simples. Escreva num pedaço de papel branco o nome do seu chefe e, em cima, o seu nome. Dobre o papel em 4 e deixe-o no seu local de trabalho, por 13 dias, sem que ninguém saiba. Depois, enterre-o num vaso bastante florido.

Depois há a inesquecível secção dos sonhos. Na Boa Sorte ou na Boa Estrela? Não sei, já não interessa. Por exemplo, se sonhar com o número 45, o que é normalíssimo, some os algarismo 4+5, obtendo o 9, e procure o significado do número. Mas também há tabelas de interpretação para quando sonhamos com outra coisa que não números. Pombos ou gaivotas, por exemplo. Basta atribuir um algarismo a cada letra, somar tudo e obter o significado do número.
Freud quantos??

É impossível ignorar as páginas de classificados. Aqui cabe tudo o que é mestre, doutor, professor ou José Sócr.... (oops, agora quase lixava a minha vida). Distinguem-se apenas pelo nome e cor da túnica, e alguns são velhos conhecidos do meu pára-brisas - Mestre Sani, Dr.Karamba e Prof.Soriba são alguns que oferecem resultados garantidos.

Apetece mesmo perguntar. Pedrito de Portugal, o teu signo é Touro?
posted by ardinario, 7/02/2007 10:15:00 da tarde

1 Comments:

Escreves muita bem, parabéns! Obviamente, quando lançares o livro do blog, terá de ser como brinde com o Sol, ou então colado a um cartão formato A0!
commented by Anonymous Anónimo, 7/03/2007 11:41 da manhã  

Add a comment