<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d34117314\x26blogName\x3ddi%C3%A1rio+de+um+quiosque\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://diariodeumquiosque.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://diariodeumquiosque.blogspot.com/\x26vt\x3d5113954605552121106', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

diário de um quiosque

O Pacheco Pereira tornou-se uma espécie de Ardinario da política [caracteres extra para não me estragar o template do blog]

Vamos falar de revistas (1)

quinta-feira, junho 21, 2007

Em Novembro/Dezembro de 2006 levei a cabo no quiosque uma recolha de dados minuciosa de todas as vendas efectuadas durante 4 semanas. Parte do relatório pode ser visto aqui.

Dessa recolha conclui-se que tanto os jornais como as revistas representam 25% dos lucros do quiosque. Vamos às revistas.

Em primeiro lugar é importante frisar que as mulheres contribuem com 60% para o lucro das revistas, o que não deixa de ser significativo. Quis então saber em que altura do dia as revistas dão mais lucro ao quiosque. A resposta está aqui:

Free Image Hosting at www.ImageShack.us
(clicar na imagem para aumentar)

No gráfico, há um período do dia que chama a atenção. O período entre as 13.00 e as 13.30, em que o lucro das vendas de revistas a mulheres é quase 4 vezes superior à dos homens. E se alargarmos o período até às 15 horas, verificamos que as mulheres continuam a comprar bem mais que os homens. Se recuarmos um pouco, no período entre as 8.30 e as 10.30 também se constata esse facto.

Sabendo que a banca principal é ocupada na sua totalidade por revistas, algo pode ser feito na escolha e exposição das mesmas, tendo em conta os períodos acima referidos.
Como primeira medida, parece-me lógico que a partir das 13 horas a banca de revistas seja "trabalhada" de modo a conquistar ainda mais público feminino. Ou seja, vai haver rotatividade de títulos na banca principal, ao contrário do que vinha a ser feito até aqui, onde os mesmos títulos permaneciam na banca desde a abertura até ao fecho do quiosque.
posted by ardinario, 6/21/2007 06:02:00 da tarde

3 Comments:

Oi, achei teu blog pelo google tá bem interessante gostei desse post. Quando der dá uma passada pelo meu blog, é sobre camisetas personalizadas, mostra passo a passo como criar uma camiseta personalizada bem maneira. Até mais.
eheheheh foste caçado pelos implacaveis e incansaveis posteiros do faz-de-conta...... E viva a publicidade. Não tens um autocolante daqueles de publicidade não solicitada ou lá como é que se chama? Lindo lindo era descobrires todos os blogs de mulherzinhas que-nao-compram-revistas-entre-as-13-e-as-13.30 e entupires os ditos cujos com publicidade deste tipo sobre as vantagens da aquisição de revistas cor de rosa nesse periodo do dia. Podes dizer que a digestão é mais fácil, que provoca menos celulite e principalmente que ha sorteios semanais de visitas guiadas à campa da princesa diária e backstages para tete-a-tete com os principezinhos da terra de sua magestade. Ó pega e embrulha. ;) ps: sou gaja e muito gaja, raramente compro revistas (aproveito para ler na esteticista ou nas idas anuais aos cabeleireiros) mas percebo o fenomeno. As outras gajas lá do trabalho - q n são muitas, diga-se - vao a essa hora ao quiosque lá da esquina ler as revistas e trazem sempre uma ou duas.... ehehehe
errata: leia-se princesa diana e nao princesa diária. Se bem que todas as princesas sao (ou deveriam ser) diárias. Pelo menos enquanto conseguem fugir de paparazzis vivas. Hmmmmm... nunca tinha pensado nisto.....

Add a comment