<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d34117314\x26blogName\x3ddi%C3%A1rio+de+um+quiosque\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://diariodeumquiosque.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://diariodeumquiosque.blogspot.com/\x26vt\x3d5113954605552121106', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

diário de um quiosque

O Pacheco Pereira tornou-se uma espécie de Ardinario da política [caracteres extra para não me estragar o template do blog]

A pensionista

quarta-feira, fevereiro 25, 2009

Se há coisa que odeio é abrir o quiosque após um Carnaval, por volta das 8 e 12 da manhã, e às 8 e 19 aparecer uma velhinha a implorar ajuda no preenchimento da declaração de não rendimento do ano anterior – os “papeles”, segundo a própria -, para efeitos de pensionista, a entregar junto da médica de família (estou a vender pelo preço que comprei, juro). Acontece com bastante frequência. Pelo menos uma vez a cada 27 carnavais.

Ganhei uma dor de cabeça, daquelas só ao alcance de pessoas altamente profissionais e extraordinariamente prestáveis. Em troca recebi um “Deus lhe dê muita saúde, meu filho”. Como detesto depender de Terceiros, tomei um Aspegic 1000.
posted by ardinario, 2/25/2009 12:12:00 da tarde

0 Comments:

Add a comment