<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d34117314\x26blogName\x3ddi%C3%A1rio+de+um+quiosque\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://diariodeumquiosque.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://diariodeumquiosque.blogspot.com/\x26vt\x3d5113954605552121106', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

diário de um quiosque

O Pacheco Pereira tornou-se uma espécie de Ardinario da política [caracteres extra para não me estragar o template do blog]

A folga - parte 1

quarta-feira, setembro 19, 2007

Uma folga, ao domingo, de 15 em 15 dias, é o preço a pagar pelo facto de ser proprietário e empregado do quiosque. Não é uma queixa, mas simplesmente a constatação de um facto. E, para além disso, serve lindamente como introdução para o relato de mais um episódio caricato na história deste tasco.

Gozava eu da minha folga quinzenal, quando sou surpreendido/acordado por um telefonema às 6 da manhã de domingo. Ora, em tempos idos, um telefonema na madrugada de sábado para domingo poderia significar algo de positivo. Hoje em dia, das duas uma: ou é uma má notícia, ou é uma péssima notícia. Quis o destino… aliás, quiseram os putos protagonistas deste episódio, que tudo não passasse de uma má notícia.

Estou sim? Desculpe estar a incomodá-lo a esta hora da noite. Daqui fala da PSP. O senhor é o proprietário do quiosque tal tal? Sim? Assaltaram-lhe a arca dos gelados. Pode passar aqui no seu quiosque?”

(continua...)
posted by ardinario, 9/19/2007 03:56:00 da tarde

5 Comments:

Pois, eu sei o que isso é. Os meus pais têm um restaurante e quando o telefona toca a meio da noite, é isso mesmo! (ou então tb pode ser da nossa tia que vive no canadá e desconhece o conceito de zonas horárias mas isso é menos frequente...)
commented by Blogger Xana, 9/19/2007 5:21 da tarde  
Vamos lá ao fim da história que já estou curioso? Quantos cornetos de chocolate, epás, pernas de pau e soleros de cenoura foram roubados? Quero um gráfico disso sff. :)
commented by Anonymous Anónimo, 9/22/2007 5:27 da tarde  
Os taxistas da Praça já não são o que eram. Acobardam-se, e nem sequer uns berros sabem dar.
Um vergonha de gente.
commented by Anonymous Anónimo, 9/23/2007 9:50 da tarde  
Este diário está cada vez mais semanário...
commented by Anonymous Anónimo, 9/24/2007 3:34 da tarde  
então ...o que aconteceu à arca dos gelados ?
commented by Anonymous Anónimo, 9/27/2007 3:38 da tarde  

Add a comment