<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d34117314\x26blogName\x3ddi%C3%A1rio+de+um+quiosque\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://diariodeumquiosque.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://diariodeumquiosque.blogspot.com/\x26vt\x3d5113954605552121106', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

diário de um quiosque

O Pacheco Pereira tornou-se uma espécie de Ardinario da política [caracteres extra para não me estragar o template do blog]

Derby no quiosque - 2ª parte

domingo, dezembro 03, 2006

"O Benfica" não se deixou intimidar pelo hastear de bandeiras sportinguistas e vem provar que não é apenas o jornal do maior clube do mundo. É muito mais do que isso.

Image Hosted by ImageShack.us

Ao meu lado pousa o nº3264 do jornal “O Benfica”. Data de 17 de Novembro e foi lançado dois dias antes da derrota em Braga. Uma fotografia de Luisão enche praticamente toda a 1ª página. Nota-se-lhe uma expressão de confiança ao mesmo tempo que ergue triunfalmente o braço mais famoso da época 2004/2005. No texto que o acompanha pode ler-se “Em Braga começam... 8 finais até ao Natal”.

Também não passa despercebido o anúncio no topo da página: “Guiness World Records – 160.398 sócios activos - Somos o maior clube do mundo”. Saltando rapidamente para a página 12, conclui-se que a ambição deste clube não tem limites. Numa promoção ao Kit Sócio Benfica lê-se algo como: “Vamos tornar o Benfica o maior clube do mundo”.

As páginas 2 e 3 são de fazer inveja aos melhores momentos do Inimigo Publico. O tema está bem vincado no topo da página: actualidade.

Image Hosted by ImageShack.us

A história: um lance polémico ocorrido num Porto-Benfica da temporada... 1938/39. A poucos minutos do fim do jogo, decisivo para a atribuição do título, Soares dos Reis, guarda-redes do Porto, deixa escapar uma bola, e aparece Feliciano Barbosa a empurrar para o fundo das redes. O golo foi anulado, mas a fotografia publicada mostra que não houve falta sobre o Soares. Já na altura tinha ficado com a sensação que não teria havido qualquer irregularidade no lance. Setenta anos depois, tirei todas as dúvidas.

Como qualquer publicação de referência, no “O Benfica” existe também uma secção dos “mais e menos da semana”. Se no fundo da tabela aparece um tal de SCP e um gajo chamado Gilberto, no topo figuram surpreendentemente Mantorras e o próprio SLB. Mantorras, por ter recebido o subsídio de aquecimento atrás da baliza de Helton (falam-se em valores a rondar os 3 euros e 72 cêntimos) e o SLB por continuar na luta pelo título de “O mais que maior clube do mundo”.

Na página 15 faz-se um percurso bem interessante pelas actividades das diversas casas do Benfica espalhadas pelo país. Fica-se a saber que a casa de Coruche faz 8 anos, a de Águeda cumpre 7 anos de existência e a casa do Porto atinge a maioridade: 18 aninhos. Para comemorar a data serve-se um saboroso serviço de buffet, animação musical e várias surpresas, e faz-se ainda uma homenagem à equipa de Pesca Desportiva da Casa do Porto, campeã do mundo em 2005/2006!!! Aliás, mais à frente fico a saber que nesta modalidade o Benfica garantiu a contratação de Ruizinho, ex-atleta dos Escorpiões da Pontinha. A seguir com atenção.

Na secção de futsal, o título capta a minha atenção: “Vitória expressiva frente ao líder – É assim mesmo rapazes!” Resultado: Benfica-3 FJ Antunes-2.

“O Benfica” é isto mesmo. É assim mesmo rapazes!

p.s. - nas páginas centrais...

Image Hosted by ImageShack.us

...uma homenagem ao melhor post de sempre da blogosfera

Agora sim, o resultado deste derby, em destaque numa publicação do quiosque:

Image Hosted by ImageShack.us
posted by ardinario, 12/03/2006 04:10:00 da tarde

7 Comments:

Se um foi o Jornal dos Lagartos, porque é que o outro não foi o Jornal das Galinhas?

O politicamente correcto ou síndrome do premio?
commented by Anonymous Anónimo, 12/04/2006 12:17 da manhã  
Muito bom! Sim senhor!
Gostei particularmente da parte do mais e menos! Uma publicação tem de ser imparcial, porque é que vocês não vêem isso?? LOL Realmente o jornal do benfica (e eu sou benfiquista) deveria ser mais imparcial! Mas atendamos que o próprio jornal ainda é muito jovem, porque esteve inactivo durante muito tempo (foi o unico argumento que encontrei para explicar a declarada falta de qualidade do dito)!
Ardinário, novamente, parabéns pelo excelente blog que aqui tem! Sinceramente, dá gosto vir aqui ler as suas publicações!

1aB
Visitem o meu site AQUI com Blog e Rádio em directo 24h!!
... se este vai passar a ser mais um blog de comentário futebilístico, então muito prazer em conhecer, mas sigo adiante. :-b
commented by Anonymous Anónimo, 12/04/2006 9:49 da manhã  
A partir deste momento tens de te preparar para os desaires do "teu" Benfica.
Não me vou esquecer desta provocação!
commented by Anonymous Filipe Leitão, 12/04/2006 12:37 da tarde  
Até neste blogue o benfas impera...
commented by Anonymous zezinando, 12/04/2006 9:01 da tarde  
Queria apenas juntar a minha homenagem ao "melhor post de sempre da blogosfera", que, como é óbvio, está devidamente emoldurado na minha parede. Claro que o Barbas e a sua trupe facilitam o humor, mas a verdade é que não há posts como os do Mãos ao Ar!
Ardinário,
Quero agradecer encarecidamente a homenagem. Há largos meses que não recebia insultos na minha caixa de e-mail depois de afixar um post. Ontem, voltei a recebê-los – e em bom ritmo. A gente diz que não gosta de mensagens ameaçadoras, que prometem pancadas, sevícias sexuais e encontros em esquinas escuras, mas, depois, quando não as recebemos, sentimos falta.
Bem-haja!

P.S.: Gostei da análise ao jornal do Benfica. Parabéns pela isenção.

Abraço.

Add a comment