<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d34117314\x26blogName\x3ddi%C3%A1rio+de+um+quiosque\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://diariodeumquiosque.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://diariodeumquiosque.blogspot.com/\x26vt\x3d5113954605552121106', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

diário de um quiosque

O Pacheco Pereira tornou-se uma espécie de Ardinario da política [caracteres extra para não me estragar o template do blog]

Este blog oferece brindes mas não faz promoções

terça-feira, dezembro 12, 2006

Passou uma semana desde a última posta aqui publicada. Obviamente, não vou pedir desculpa pelo facto, nem tão pouco me demito. Mas já que estou aqui, e agradecendo desde já o convite que me foi dirigido, quero aproveitar a oportunidade para esclarecer as pessoas que estão lá em casa: a massa cinzenta do gaijo que me escreve os textos esteve ausente em parte incerta, tirou hoje uma folga e promete ser tão irregular como as performances do Benfica fora do Estádio da Luz.

Não há grandes novidades pelo quiosque. Os 6 metros continuam 6 metros (nem mais um centímetro), o novo toldo tem resisitido heroicamente ao vento e chuvas fortes, a linha telefónica continua interrompida por tempo indeterminado até prova em contrário, não existem novos brindes a acompanhar o 24 Horas, a Maria continua a vender-se a bom ritmo e nota-se apenas um ligeiro decréscimo na saída dos diários. A grande novidade acaba mesmo por ser a chegada às bancas do DVD do "Bob, o Construtor".

No rescaldo da intempérie que assaltou o quiosque nas últimas semanas, já é possível avaliar alguns danos: duas Burdas não resisitiram aos ferimentos e foram abandonadas na esquina mais próxima, três Teleculinárias perderam parte da contra-capa, cinco Cruzadas Directas estão dadas como desaparecidas e o livro da Memória Fotográfica dos 100 anos do Benfica encontra-se ainda ligado ao aquecedor, 24 horas por dia, sendo o seu estado considerado crítico.

Terminou finalmente a recolha exaustiva de 4 semanas de vendas. O relatório será publicado por aqui, peça a peça, à medida que for sendo construído. Para já, deixo disponível o capítulo "Este blog oferece brindes mas não faz promoções - Expresso x Sol":

Vendas por semana

Image Hosted by ImageShack.us

Image Hosted by ImageShack.us

Vendas por género

Image Hosted by ImageShack.us

Image Hosted by ImageShack.us
Dados referentes ao dia de saída do jornal e ao dia seguinte
posted by ardinario, 12/12/2006 03:03:00 da tarde

9 Comments:

Penso que tem um pequeno erro, dado que terá vendido 189 jornais nestas 4 semanas e não 168 (tem que contar a dobrar com as vendas simultaneas do Expresso e do Sol).

Com essa alteração, conclui-se que as vendas do Expresso "só", atingem cerca de 49%, do Sol "só", 29% e de ambos 22%.

Ou seja, no conjunto a repartição será 60% para o Expresso e 40% para o Sol.


Cumprimentos
Já chegou Ardinário? :)
Olá!Hoje dei comigo embasbacada a olhar para um quiosque e a interrogar-me se seria o famoso...:-)

Tenho uma questão: hoje vi que a revista Máxima tem um formato mini e então meti-me a pensar se aquilo não será o princípio do fim do formato até aqui tido como único!Qual é o seu feeling?!

Eu espero que não.É que as revistas femininas são para mim matéria prima...
commented by Anonymous Anónimo, 12/13/2006 9:10 da tarde  
Talvez seja possível concluir que, na "guerra" entre o "Expresso" e o "Sol", nem chegou a haver confronto: o "Sol" é comprado por uma franja de público que não compra (nem comprava) o "Expresso" e não afectou as suas vendas.
commented by Anonymous Anónimo, 12/14/2006 9:14 da tarde  
Olá,
E nesse quiosque também vendem o Sexus?
Beijos
commented by Anonymous Anónimo, 12/14/2006 10:30 da tarde  
o sucesso do sol "ainda" reside na fantastica estrategia publicitária aquando da primeira edição.
quando as pessoas se esquecerem disso, deixam de comprar.
Aliás, acho que cada vez mais as pessoas não compram jornais
Sim, João, mas depende da perspectiva. Também podemos afirmar que há 12,5% de indecisos. Ou não.

Belinha, não me recordo de ver ninguém parecida consigo a olhar embasbacada para o quiosque :)
A Máxima já tem este formato há pelo menos 1 ano, e não me parece que vá passar para este formato. Se não, onde cabia depois a carteira ou o guarda-chuva? :)

33, precisamente.

Patrícia, o Sexus não vendemos. Mas trocamos o Jornal do Sexo e o Clube Privado por uma certa quantia em dinheiro.

Ricardo, já passaram 10 números do Sol e o número de exemplares vendidos parece estar a estabilizar.
Estabilliza o que quiserem, mas... nesta altura o Expresso está acima dos 110 mil exemplares e o Sol abaixo dos 50 mil...
commented by Anonymous Anónimo, 12/18/2006 3:07 da tarde  
devias informar-te melhor ó anónimo aí de cima...
commented by Anonymous Anónimo, 12/23/2006 2:36 da manhã  

Add a comment